SESSÕES ORDINÁRIAS: TODAS AS SEGUNDAS-FEIRAS, ÀS 18h30
Combate a corrupção
X
ÚLTIMAS NOTÍCIAS / RESULTADO
 
Inadimplentes poderão parcelar dívidas de taxas de água e esgoto
 
10/05/2022
Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Marialva
Crédito: Assessoria de Imprensa da Cmara Municipal de Marialva

Os vereadores aprovaram por unanimidade na sessão ordinária de ontem (9/5) o Projeto de Lei Complementar nº 14/2022, que institui o programa de recuperação fiscal (Refis) para débitos com o Serviço de Água e Esgoto de Marialva (Saema) ocorridos até 31 de dezembro de 2021. 

 

O programa abrange os débitos provenientes das tarifas de água e coleta de esgoto, taxas e emolumentos, tarifa de segurança do sistema de água (TSSA), inscritos ou não em dívida ativa, com processo de execução fiscal ajuizado ou ainda pendente. A proposta, de autoria do Executivo, foi aprovada por unanimidade em regime de urgência e dispensa de interstício.

 

De acordo com o projeto, o consumidor ou contribuinte poderá efetuar o pagamento dos débitos incluídos no Refis à vista, com desconto de 90% sobre os juros, multa e atualização monetária ou parcelado em até 40 vezes, mensais e consecutivas. O projeto também prevê condições de financiamento para casos de vulnerabilidade social com parcelas inferiores a R$ 50. 

 

Segundo a justificativa do projeto, a medida visa incentivar os inadimplentes a quitarem seus débitos com a autarquia de forma célere e eficiente, vez que a recuperação judicial dos créditos é morosa e atentatória a eficiência administrativa. 
 

 
 Galeria de Fotos
 
 Outras Notícias
» Câmara passará a ter gestor de compras
» Vereador Luciano Dário cobra informações sobre a implantação do hospital em Marialva
» Confira os projetos em pauta na sessão ordinária da Câmara de Marialva nesta segunda-feira, dia 23 de maio
» Câmara vota projeto de lei que prevê apreensão de cavalos soltos nas vias públicas
» Agricultura e Meio Ambiente terão pastas separadas
» Composição do Conselho Gestor do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social será mais enxuta
VER TODAS