SESSÕES ORDINÁRIAS: TODAS AS SEGUNDAS-FEIRAS, ÀS 19H30
X
ÚLTIMAS NOTÍCIAS / TRIBUNA
 
Marialva não teve casos de meningite confirmados neste ano
 
12/03/2019
Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Marialva

Nenhum dos dois casos suspeitos de meningite em Marialva no ano foi confirmado. Com o descarte das suspeitas, o Município segue sem nenhum registro de caso da doença em 2019.  As informações foram repassadas pela a enfermeira da vigilância epidemiológica, Amira Abbas, que fez o uso da Tribuna na sessão ordinária desta última segunda-feira (11). 

 

Em 2017, Marialva teve três casos confirmados da doença. Em 2018, foram oito casos. Os números dos casos, segundo Abbas, estão dentro do esperado.

 

Também presente na sessão, o Secretário de Saúde, José Orlando Villa, tranquilizou os vereadores e a população. “Não há motivos para preocupação com relação a meningite. Houve uma comoção a nível nacional, mas se nos atentarmos aos números, perceberemos que eles são bem menores, por exemplo do que os registros de infartos, câncer de mama ou de próstata”, disse.

 

Desde 2010, o Município oferece a vacina contra a meningite do tipo C, a mais frequente. A enfermeira explicou que, quando um caso é detectado, a medicação é solicitada para a 15º Regional de Saúde, sem nenhum custo para o Município ou para o responsável, e é realizado um bloqueio (medicação profilática) nas pessoas que tiveram contato mais íntimo e prolongado com o infectado. “Mas quem determina se há a necessidade da implantação de uma nova vacina ou não no calendário de vacinação é o Ministério da Saúde. Não é competência do Município, e sim do órgão federal”, enfatizou.

 

Abbas relata que até 2017, o Município atingiu a cobertura vacinal, que é de 95% do grupo com recomendação, em todas as vacinas. No ano passado, porém, as coberturas de algumas vacinas não foram atingidas, em especial a de meningite C. “O movimento antivacina, as fake news e o desabastecimento temporário dos estoques atrapalharam o nosso serviço”, disse.

 

A vacinação contra meningite tem 100% de efetividade?

80% dos que tomam a vacina contra meningite são imunizados, demais 20% ainda tem chances de serem expostos a doença.

Como a meningite é transmitida?

A meningite é cauda por vírus e bactérias. Normalmente, a transmissão se dá por gotículas, na saliva. No conversar, no contato íntimo e próximo é que se dá a transmissão. Pode acontecer de a pessoa ser portador assintomático, ter a doença, mas não manifestar os sintomas, e transmitir para os demais.  Por isso, é tão difícil detectar como a pessoa foi infectada.

Quais os principais sintomas?

Dor de cabeça, vômito, febre e dor na nuca.

Qual vacina está disponível na rede pública?

A meningo C, a que mais prevalece no Brasil, está disponível na rede pública para crianças até os cinco anos e de 11 a 14 anos. A meningo B não é a de maior incidência e, por isso, não consta no nosso calendário nacional.

Como evitar o contágio?

Não ficar em lugares fechados. Preferir ambientes com ventilação e sem aglomeração. Lembrar de higienização das mãos.

 
 Galeria de Fotos
 
 Outras Notícias
» Câmara de Marialva transmite a primeira licitação ao vivo pela Internet
» Confira o funcionamento da Câmara neste feriado de Páscoa
» Campanha de vacinação contra gripe tem meta de imunizar 10 mil pessoas
»  Conselho da Comunidade aposta na prevenção para combater a violência contra a mulher
» Moradores do Residencial Luzia Megiato pedem melhorias no acesso ao bairro
» Se não votou nem justificou nas três últimas eleições, confira se seu título pode ser cancelado
VER TODAS