SESSÕES ORDINÁRIAS: TODAS AS SEGUNDAS-FEIRAS, ÀS 19H30
X
ÚLTIMAS NOTÍCIAS / ENCONTRO
 
Vereadores manifestam apoio às medidas de enfrentamento ao COVID-19 adotadas pelo Município
 
20/03/2020
Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Marialva

Na manhã desta sexta-feira (20), os vereadores da Câmara Municipal de Marialva se reuniram com o Prefeito Victor Martini e secretários para esclarecer dúvidas e manifestar apoio às medidas de enfrentamento do Município em relação à pandemia do novo Coronavírus, COVID-19. 


“Como representantes da população, precisamos saber exatamente o que está acontecendo para informar corretamente à população que nos procura”, disse o presidente da Casa, Ricardo Vendrame. 


Na ocasião foi informado que, até o momento, Marialva teve seis notificações de casos suspeitos de COVID-19. Destes, cinco foram descartados e um aguarda o resultado. Trata-se de uma mulher que procurou o serviço de Saúde Municipal ontem (19). Ela havia regressado de São Paulo, apresentando todos os sintomas, e, agora, encontra-se em isolamento domiciliar. 


Os exames dos casos suspeitos detectados em Marialva estão sendo encaminhados para o Lepac (Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas) e, de lá, são encaminhados para o Lacem (Laboratório Central do Estado) em Curitiba. 


A Prefeitura deve anunciar ainda hoje outras medidas, como a instalação de uma tenda externa no Pronto Atendimento Municipal destinada ao atendimento de casos específicos relacionados ao novo corona vírus, evitando assim o contato com outros pacientes. 


A enfermeira-chefe do Pronto-Atendimento de Marialva, Vanessa Fontes, recomenda que deve procurar o sistema de saúde apenas quem apresentar febre alta, dificuldade para respirar e teve contato próximo com casos confirmados ou regressou de regiões endêmicas como São Paulo, Rio de Janeiro e exterior. 
 

“É um momento de ficarmos em casa. Se a pessoa está com uma gripe leve, tosse e febre baixa, pedimos encarecidamente para que ela não vá ao Pronto Socorro, não procure as Unidades Básicas. Não, nesse momento. Não que seja proibido, mas a gente pede isso para que possamos focar o atendimento nos casos mais graves. É uma forma de evitar que o vírus não se propague. 

 
 Galeria de Fotos
 
 Outras Notícias
» Novo decreto regulamenta a retomada do funcionamento do comércio com restrições
» Câmara aprova novo Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos Profissionais de Educação
» Aprovado o projeto regulamenta a gratificação por desempenho dos servidores das equipes de ESF
» Programa Previne Brasil quer incluir 50 milhões de brasileiros no SUS
» Vereadores realizam sessão extraordinária nesta sexta-feira (3) às 8h
» Indústrias, obras da construção e clínicas médicas poderão retomar o funcionamento
VER TODAS